domingo, 29 de março de 2009

Apple addiction

Há quem goste e quem não goste. Quem gosta gosta muito, quem não gosta geralmente acaba por gostar. Mas há limites, como em tudo na vida: do gosto ao fanatismo vai um bocado; mas como sem paixão nada se faz, venha de lá essa vénia para o artista!


3 comentários:

Anónimo disse...

lollllll

boa semana

Luís Ferreira disse...

meu deus...

um dia destes estamos a comer um arroz de sarrabulho apple!

mas, como dizes, louve-se a criatividade e destreza destes senhores. Good, Mr.Jobs, good!

provocação disse...

Presumo que neste caso não gostou e ganhou uma caixa de correio toda catita.